Zika Vírus

O vírus Zika é um arbovírus. Arbovírus são os vírus transmitidos por picadas de insetos, especialmente mosquitos. A doença pelo vírus Zika apresenta risco superior a outras arboviroses, como denguefebre amarela e chikungunya, para o desenvolvimento de complicações neurológicas, como encefalites, Síndrome de Guillain Barré e outras doenças neurológicas. Uma das principais complicações é a microcefalia

O transmissor (vetor) do Zika Vírus é o mosquito Aedes aegypti, que precisa de água parada para proliferar, portanto, o período do ano com maior transmissão são os meses mais chuvosos de cada região, épocas quentes e úmidas. No entanto, o cuidado com a higene e a conscietização de não deixar água parada em nenhum dia do ano são fundamentais, tendo em vista que os ovos do mosquito podem sobreviver por um ano até encontrar as condições propícias para desenvolvimento.

O Zika e a Microcefalia

A microcefalia pode ser efeito de uma série de fatores de diferentes origens, como substâncias químicas e infecciosas, além de bactérias, vírus e radiação. Ela não tem uma única causa. Alguns exemplos são o vírus da rubéola, citomegalovírus, herpes, a toxoplasmose e alguns estágios da sífilis.

O risco maior foi identificado nos primeiros três meses de gravidez, mas as investigações sobre o tema continuam para esclarecer questões como a transmissão desse agente, a sua atuação no organismo humano, a infecção do feto e período de maior vulnerabilidade para a gestante. Os casos de microcefalia reforçam ainda mais a importância dos cuidados para eliminação do mosquito Aedes Aegypti.

 

A microcefalia pode ser causada por uma série de fatores incluindo genéticos e ambientais, como por exemplo, o consumo de álcool na gravidez, o vírus da rubéola, o citomegalovírus, e, mais recentemente, o vírus Zika.

O risco maior de microcefalia causada pela infecção materna por vírus Zika ocorre na primeira metade da gravidez, mas sabe-se que mesmo no final da gravidez existe a possibilidade de causar danos no sistema nervoso central do feto.

A transmissão é principalmente vetorial através do mosquito transmissor Aedes aegypti. Transmissão via sexual também está documentada.

Saiba mais sobre microcefalia na página PUBLICAÇÕES ou no site do Ministério da Saúde.

Fechar Menu